quinta-feira, janeiro 22, 2009

Como aliviar a dor do que não foi vivido?


Sabia que "viver não dói.... O que dói é a vida que não se vive". Definitivo, como tudo o que é simples nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.
Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável....um tempo feliz. Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, Por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e Não compartilhamos....
Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para se divertir...
Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.
Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso:
se iludindo menos e vivendo mais.


"A lei da mente é implacável!
O que você pensa: Você cria
O que você sente: Você atrai
O que você acredita: Torna-se realidade"

15 comentários:

lua. disse...

áh... eu era apensa uma criança. Não sabia da gravidade de tirar eles da água! HAHAHA
meu irmão já tentou colocar um espelho na frente dele, mas estou proibindo qualquer coisa que o faça ter um ataque de coração... Ou alguma coisa assim!

áh, muito obrigada por tudo que você falou sobre meu blog! É sempre bom ver que alguém gosta do que a gente faz.
Gostei muito de seu blog também, e como prova tenho um SELO pra você.

Pega ele depois, tudo bem?!
Um beijo!

http://milagredosnovostempos.blogspot.com

LiaH Ribas! disse...

Oiii Flor...
Demorei Mas Chegueiiii
hahahaha tava sem NET...
Mas to di voltaaa!!!!
AMEI o Selo, Saiba q seu Blog tem um Sabor Maisss q ESPECIAL...
e Pra variar Adoreiii a sua ultima Postagem, Pois é a realidade Pura!
Um Super Bjoooo!
ja ja tem Post novo!!!
=)

Lua Primavera disse...

adorei esse post,
principalmente essa parte:
"A lei da mente é implacável!
O que você pensa: Você cria
O que você sente: Você atrai
O que você acredita: Torna-se realidade"

Eu sempre penso coisas boas, para atrair coisas boas e tento bloquear os pensamentos negativos!
beeijos*:

B. 7 disse...

Fantástico seu blog... adorei. o visitarei com frequencia! e a dor do que não foi vivido é uma constante assombração que sempre nos acompanhará, enquanto apenas existirmos.
Bejoo

Cadinho RoCo disse...

Nem sempre agimos como gostaríamos de agir exatamente porque nem sempre atraimos para nós aquilo que gostaríamos de atrair. Mas que dá pra mudar isso dá.
Cadinho RoCo

Camille disse...

Adorei o post, realmente o grande segredo é se iludir menos e viver mais..
Te indiquei pra um meme la no blog.
Bjos

disse...

...se iludindo menos e vivendo mais!!"

heh!

Ahh... sofremos pq somos idiotas na maioria das vezes... a vida é tão curta e única... se pararmos para pensar asim todos os dias qdo acordmos, com certeza aproveitarímaos melhor os nossos dias.

Viva!

Adorei o post!

__O__

Grande abraço!

Marcelo Martins disse...

A "frase resposta" realmente defibe muito bem o que você perguntou em seu texto.
Mas, te pergunto, existe algum tipo de amor sem ilusão inerente?
Bós sempre projetamos em quem amamos nossos sonhos, esperanças e expectativas, mas quase nunca elas se realizam, daí vem a frustração.
Talvez devamos amar por amar, sem esperar de quem amamos a mesma intensidade e sequer o mesmo amor.
Mas falar é fácil, eu não conseguiria amar assim...
Ainda acredito que o amor só existe e persiste se for plenamente correspondido, infelizmente algo sempre se perde no caminho...
Gostei muito do seu texto, de verdade =)

Beijinhos meus, Lua

disse...

...e que o laço que existe entre nossos blog's, (coisa loca, a gente nem se conhece pessoalmente) dure por muitoooooo tempo e com muitas ideias novas...


Faço das suas palavras as mimhas viu???

________________

Beijocas!

Liih Fraenkel disse...

Acho que é apenas uma questão de separar realidade e sonho
Mas também você não pode ficar sentado esperando as coisas acontecerem, não é ?

Gostei do texto (:

lua. disse...

Que isso, não foi nada! Você mereceu.

O beta ainda está bem.. Espero que continue assim.
hahaha!

Um beijo!
http://milagredosnovostempos.blogspot.com
(tá atualizado!!)

R.Vinicius disse...

Concordo contigo. Sofremos porque idealizamos. Temos que aceitar e valorizar a vida como ela é. Escritores que somos da nossa história.

Abraço,

R.Vinicius

Clau disse...

Amei seu blog!
Sabe tava olhando seu perfil, eu estudo biologia, estou no 3° semestre, eu e o Luan do blog 1000 acasos, temos um blog de biologia, o multi bio, qdo puder, passa lá!

Bjus e parabéns pelo blog!

=)

AH GURIA disse...

Darei uma passadinha aki sempre q puder...Não sabia q vc frequentava o meu blog...bem-vinda...Bjs.

Anônimo disse...

Certa vez conversei com um psicólogo sobre a dor do não vivido e a sua resposta ajudou-me a lidar com essa dor, sua resposta foi: - Não existe vida plenamente vivida.